Permanece silencioso no ar, companhia aérea Transavia cancela todos os voos até 6 de maio, inclusive, devido à disseminação do vírus corona, informou a companhia aérea na segunda-feira. A menos que se trate de voos encomendados pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros para recolher viajantes retidos (voos de repatriamento). Foi previamente anunciado que não haveria voos de segunda-feira, 23 de março, a 15 de abril, período estendido para 6 de maio. As crescentes restrições e medidas da Holanda e de outros países impõem cada vez mais restrições à Transavia e é por isso que a companhia aérea Transavia está cancelando todos os voos.

Um porta-voz da Transavia explica que a empresa deseja oferecer segurança a seus clientes, também em vista das restrições, restrições e medidas impostas pelo governo e pelas autoridades holandesas em outros países. A Transavia já havia suspendido voos até 15 de abril.

A Transavia concede aos passageiros tempo extra nesse período incerto da coroa. Os passageiros podem remarcar seus bilhetes com data de partida até 31 de maio, inclusive, gratuitamente, posteriormente e possivelmente para um destino diferente. A companhia aérea analisará semanalmente se uma extensão desse período é necessária. Os passageiros serão informados disso por e-mail e site e receberão um voucher igual ao valor de sua viagem se os voos forem cancelados.

O reinício de vôos para destinos depende do desenvolvimento do vírus corona. Devido a circunstâncias excepcionais, a Transavia havia decidido adiar o voo de Bruxelas para março de 2021. A Transavia, parte da Air France-KLM, é a segunda maior companhia aérea da Holanda em termos de tamanho. Normalmente, a Transavia transporta mais de 15 milhões de passageiros anualmente

Leia também: Fontes de Haia não levam em consideração um bloqueio

Airindirt de Eindhoven
Imprimir amigável, PDF e e-mail