O percentual alcançado de reaproveitamento de baterias de propulsão descartadas de carros elétricos é de 83%. Em 2020, isso foi quase 70%. Esse aumento se deve ao fato de que uma parcela maior das baterias tornou-se elegível para o segundo uso no ano passado. O requisito legal de reciclagem de pelo menos 50% do peso das baterias de íons de lítio foi amplamente atendido.

Mais carros elétricos também significam mais baterias de propulsão descartadas

A participação de carros elétricos e híbridos está aumentando. Os fabricantes e importadores de automóveis são obrigados a retirar as baterias de acionamento no final da viagem. Nos Países Baixos, um grande número de importadores de automóveis fez esta encomenda à ARN (Auto Recycling Netherlands). A ARN informa anualmente o governo sobre o número de baterias coletadas e seu desempenho de reciclagem.

Em 2021, 127.537 kg de baterias de íons de lítio foram coletados e reciclados via ARN (121.020 kg em 2020). Destes, quase metade (59.465 quilos) é 67% reciclado por meio de empresas de reciclagem de baterias. Os 68.072 quilos restantes são elegíveis para aplicações de segundo uso, por exemplo, na forma de armazenamento estacionário de energia. Com esta rota, as baterias são 97% recicladas. Com uma média ponderada nas duas rotas, o percentual alcançado de reaproveitamento de baterias de propulsão descartadas de carros elétricos é de 83%.

Desmontagem, armazenamento e transporte seguros

As baterias de íon-lítio, ou seus módulos, são coletadas em desmontadoras e concessionárias. A desmontagem, armazenamento e transporte seguros desempenham os principais papéis nesse processo. ARN apoia as empresas de desmantelamento de automóveis afiliadas com uma formação e um conjunto de ferramentas para poder desmontar a bateria de forma segura. O transporte é feito por um coletor especializado que utiliza embalagens certificadas para garantir transporte e armazenamento seguros.

Do velho ao novo

Baterias que ainda são boas o suficiente podem receber uma segunda vida através de uma empresa especializada na Holanda. Outras baterias vão para uma empresa especializada em reciclagem de baterias na Europa, que recupera as matérias-primas escassas, como cobalto e níquel. Dessa forma, as matérias-primas de uma bateria descartada ficam disponíveis para uso em uma nova bateria.

Artigos relacionados:
Imprimir amigável, PDF e e-mail