Imprimir amigável, PDF e e-mail
Imagem Pitane

As multas por conduzir no meio variam entre os 116 e os 160 euros.

Todos os anos, cerca de 2.000 condutores belgas são apanhados porque continuam a conduzir desnecessariamente no troço intermédio da auto-estrada. Isso fica evidente a partir de dados policiais recentemente revelados no novo podcast ‘As pessoas não te incomodam’, uma iniciativa do programa do consumidor ‘WinWin' na Rádio2.

De acordo com as regras de trânsito na Bélgica, é obrigatório conduzir o mais correctamente possível, a menos que outras circunstâncias tornem isso impossível. Porém, os números mostram que nem todos aderem a isso. Somente nos primeiros quatro meses de 2023, foram aplicadas 967 multas por essa infração específica. Para efeito de comparação: no ano recorde de 2019, nada menos que 2.718 multas foram aplicadas pelo mesmo delito.

Chaima Saysay, locutora da Radio2 e co-apresentadora de 'Mens don't annoy you', expressa a sua frustração com este hábito, que considera não só irritante, mas também perigoso. “Motoristas médios me obrigam a realizar manobras perigosas. Às vezes tenho que ir até a faixa da esquerda para ultrapassá-los ou ultrapassá-los pela direita, o que também não é permitido”, explica.

O especialista em trânsito Hajo Beeckman, que também foi convidado do podcast, enfatizou que dirigir desnecessariamente no meio não é apenas uma infração, mas também atrapalha o fluxo do trânsito e muitas vezes leva a engarrafamentos. “Isso cria situações imprevisíveis que às vezes obrigam outros motoristas a ultrapassar pela direita, o que também é proibido”, acrescenta.

(O texto continua abaixo da foto)
Antuérpia
Foto: © Pitane Blue - Antuérpia

Berger, da Polícia Federal, admite que fazer cumprir essa regra é um desafio, porque as violações nem sempre são fáceis de determinar. “Precisamos conseguir observar um veículo por mais tempo, o que nem sempre é possível em estradas movimentadas. No entanto, a polícia continua monitorando ativamente e multando”, garante Berger.

Leia também  CJIB: 100.000 mil crianças vivem em famílias com dívidas por multas de trânsito

Na Bélgica, a regra é que os condutores devem conduzir na faixa da direita tanto quanto possível, a menos que seja necessário conduzir noutra faixa. Essa norma promove a fluidez do trânsito e a segurança nas rodovias. No entanto, existem algumas situações em que a condução na faixa central é permitida, e até mesmo incentivada, para melhorar a segurança rodoviária e o fluxo de tráfego. 

em áreas construídas

Quando os motoristas dirigem em uma área urbana, eles podem permanecer na faixa central ou na faixa da esquerda por mais tempo, se necessário. Este é, por exemplo, o caso quando é necessário virar à esquerda a uma curta distância. Em tal situação, pode ser mais seguro e prático conduzir na faixa da esquerda ou central para sair.

durante trânsito intenso e engarrafamentos

Quando o tráfego na rodovia está tão intenso que diminui a velocidade ou quase paralisa, não se espera que os motoristas mudem para a faixa da direita. Em engarrafamentos, você pode permanecer na faixa que segue. Isto garante menos mudanças de faixa, o que melhora a segurança rodoviária e reduz o risco de colisões.

sinais de trânsito F13 e F15

Em alguns pontos acima das rodovias há sinais de trânsito azuis indicando instruções de direção. Se tais sinais indicarem qual faixa você deve seguir em sua direção, você poderá permanecer nessa faixa. Outros motoristas seguindo uma direção diferente poderão ultrapassá-lo pela direita. Esta exceção garante que os motoristas estejam preparados para se aproximar de saídas ou cruzamentos sem ter que mudar de faixa inesperadamente.

SUBSCRIÇÃO
Artigos relacionados:
Leia também  CJIB: 100.000 mil crianças vivem em famílias com dívidas por multas de trânsito
Pitane Palas