Imprimir amigável, PDF e e-mail
Imagem Pitane

Apesar de o anterior modelo de regulamento ter sido elaborado em colaboração com os municípios, o VNG tem recebido questões críticas por parte dos funcionários municipais nos últimos anos.

O Regulamento Modelo VNG recentemente alterado sobre o transporte de estudantes implica alterações subtis mas importantes para os municípios dos Países Baixos. A atualização, que substitui a versão de dezembro de 2020, dá nova ênfase ao transporte adaptado e à promoção da autossuficiência entre alunos com deficiência.

O regulamento contém agora uma descrição mais detalhada do «transporte adaptativo». Isto inclui qualquer tipo de transporte especialmente organizado pelo município para crianças que não podem utilizar os transportes públicos de forma independente devido à sua deficiência. Isto inclui uma vasta gama de opções, desde reembolsos para transporte de bicicletas até ao fornecimento de veículos especialmente adaptados.

Um elemento novo e surpreendente no regulamento é a introdução do “plano de desenvolvimento dos transportes pessoais”. Esse plano pode ser elaborado pela faculdade para os alunos que completam nove anos. O objetivo deste plano é ajudar esses alunos a desenvolver as habilidades necessárias para viajar de forma independente, tanto quanto possível. Isto marca uma mudança significativa no sentido de encorajar a independência destes jovens.

O Regulamento Modelo VNG sobre Financiamento do Transporte Estudantil de dezembro de 2020 será substituído por uma nova versão, o Regulamento Modelo VNG sobre Transporte Estudantil. Esta substituição tem uma série de consequências limitadas para a política e implementação nos municípios.

Também é afirmado no novo regulamento forte ênfase na relação custo-eficácia. O município procura a opção de transporte mais barata e adequada que atenda às necessidades do aluno. As decisões sobre este assunto são tomadas com base na situação individual de cada aluno, o que significa que a personalização é central na abordagem do município.

Leia também  Debate: a discussão sobre lenços de cabeça em boas na rua está aumentando
(O texto continua abaixo da foto)
bicicleta
Do subsídio de bicicleta à carrinha adaptada, os municípios estão a inovar no transporte estudantil.

No entanto, a implementação do regulamento não está isenta de desafios. Requer uma cooperação estreita e uma comunicação clara entre os departamentos municipais, as escolas e os pais. Isto é crucial para garantir que cada aluno receba o apoio de que necessita.

Além disso, o município agilizou o processo de solicitação de meios de transporte. As inscrições podem ser enviadas digitalmente e em papel, cabendo ao conselho tomar uma decisão no prazo de oito semanas após o recebimento da inscrição completa. Este período pode ser prorrogado por mais quatro semanas, se necessário.

Além disso, directrizes claras para avaliar a distância e o percurso até à escola acessível mais próxima garantem que o transporte seja económico e acessível. Isto tenta melhorar a mobilidade dos alunos com necessidades especiais e tornar a educação inclusiva mais acessível.

Esta política ilustra os esforços contínuos dos municípios holandeses para garantir oportunidades educacionais iguais para todos os estudantes, independentemente das suas limitações físicas ou cognitivas. Mostra um claro progresso na reflexão sobre a educação e a mobilidade, visando a integração e independência dos jovens com necessidades especiais.

SUBSCRIÇÃO
Artigos relacionados:
Pacote de calendário