Os motoristas holandeses consideram as mensagens nas redes sociais que recebem enquanto dirigem sem importância (84%) e sem o risco de multa (94%). Quase a metade até os acha absurdos e inúteis. No entanto, dois terços dos holandeses às vezes leem uma mensagem enquanto andam de bicicleta ou dirigem, por curiosidade ou porque acham que pode ser importante. Para mais da metade das pessoas que usam o telefone no trânsito, isso causa lentidão, oscilação, falha na curva ou até mesmo acidentes.

Isso é evidente a partir da Pesquisa de Diário de Mídia Social que o Ministério de Infraestrutura e Gestão de Água (IenW) realizou para a campanha de conscientização 'MONO'. O ministério está conclamando as pessoas a colocarem em seus telefones 'não perturbe' enquanto dirigem ou de outra forma garantirem que não recebam notificações enquanto dirigem. Eles causam distração e situações perigosas.

Ação de aviso MONO

IenW pediu a 1.200 usuários da estrada que mantivessem um diário por quatro dias após a viagem, no qual descrevessem com precisão quantas mensagens receberam e enviaram durante a viagem, sobre o que tratavam e quão importantes eram. Para confrontar os motoristas com os resultados desta pesquisa e torná-los mais cientes dos riscos, a polícia, IenW e oficiais de informação para jovens do TeamAlert realizaram uma campanha de alerta para os ciclistas na Ponte Erasmus em Rotterdam esta manhã. A Ministra Barbara Visser, Ministra de Infraestrutura e Gestão da Água também esteve presente. Durante a ação, a polícia de Rotterdam deu aos ciclistas um aviso em vez de uma multa. O TeamAlert ajudou as pessoas a definirem seus telefones no modo MONO para não perturbe em movimento.

“Essa pesquisa mostra que, de longe, a maioria das mensagens que você recebe enquanto anda de bicicleta ou de carro pode esperar muito bem. Mesmo que você fique curioso ao receber uma mensagem, saiba que ler e responder a ela leva a situações perigosas. Portanto, proteja a si mesmo e aos outros e dirija o MONO, com os olhos na estrada em vez de na tela. ”

Ministra Barbara Visser de Infraestrutura e Gestão da Água.

Dois terços lêem mensagens em trânsito

A pesquisa mostra que sete em cada dez holandeses recebem mensagens ou notificações em seus telefones quando estão em um carro, bicicleta, scooter, ciclomotor ou ciclomotor leve. Embora na maioria dos casos eles não respondam, dois terços admitem lê-los ocasionalmente. Os jovens com mais frequência do que os idosos. As mensagens no caminho geralmente são sobre contatos sociais, compromissos, família ou conversas em aplicativos de grupo. Mais da metade dos motoristas que usam seus telefones no trânsito indicam que algo aconteceu como resultado. Os mais frequentemente mencionados foram abrandar, bater fora da estrada ou balançar e reagir mais lentamente. Em alguns casos, isso levou a um acidente ou a uma multa da polícia. Oito em cada dez entrevistados acharam que a mensagem não valia a pena tal incidente, de acordo com o Governo central

Leia também: Depois do chat bus agora também a caixa de chat

aplicativos proibidos ao volante
Imprimir amigável, PDF e e-mail