Dois grupos de empresas holandesas do setor de transportes receberam um subsídio conjunto de 47 milhões de euros. Eles usarão isso para trabalhar no transporte elétrico e no transporte de hidrogênio. O grupo industrial VDL, a construtora de caminhões DAF e a empresa de chips NXP fazem parte dos consórcios, nos quais colaboram com outros parceiros, como o instituto de pesquisa TNO, a Eindhoven University of Technology e a Maastricht University.

No campo do transporte elétrico, um consórcio estará envolvido, entre outras coisas, no desenvolvimento local e na produção de baterias inovadoras para veículos elétricos. Também é dada atenção a uma infraestrutura de carregamento inteligente, a reciclagem de baterias e um sistema de gerenciamento de bateria progressivo. Para o hidrogênio, os parceiros do consórcio estão olhando para motores a combustão de hidrogênio e células a combustível, mas também para a tecnologia da infraestrutura necessária para o armazenamento desse combustível.

Para além dos 47 milhões de euros que o governo está a investir na investigação, os próprios participantes nos consórcios contribuem com 26 milhões de euros. Com isso, o valor total a ser gasto é de 73 milhões de euros.

Leia também: VDL Nedcar constrói carros elétricos para Canoo

Daf Giesen
Imprimir amigável, PDF e e-mail