O fenômeno da verificação do freio; Pisar deliberadamente no pedal do freio na frente de um caminhão está crescendo na Holanda. 86,9% dos motoristas profissionais holandeses sofreram, eles próprios, esta forma de agressão na estrada. Mais de três quartos dos caminhoneiros (77,3%) já experimentaram várias vezes durante o trabalho.

Isso é evidente a partir da Pesquisa Nacional de Motoristas, que foi realizada pela quarta vez por iniciativa de Força Logística, Prestadora de serviços de RH no setor de Transporte e Logística. 824 motoristas profissionais holandeses participaram do estudo.

Os 5 principais problemas de tráfego do caminhoneiro holandês:

  1. Motoristas atirando na frente do caminhão ao sair.
  2. Travagem deliberada para o camião (Brake Checking).
  3. Distraído outros usuários da estrada por telefones celulares.
  4. Motoristas dirigindo a menos de 80 km / h na rodovia
  5. Perturbação por outros usuários da estrada durante a fusão ou fusão

“Com mais de 18 metros de comprimento e 50 toneladas de peso, ações inesperadas trazem um grande risco. Esta forma de agressão no trânsito é fatal para a sua própria segurança rodoviária, para o motorista, mas também para os demais usuários da estrada que dirigem atrás do caminhão. Eles têm uma visão reduzida da situação com todas as suas possíveis consequências, por isso é importante chamarmos a atenção para isso. ”

Instrutor de direção Toon Geerts da Thinq Academy.

The National Drivers Survey

Além dos incômodos no trânsito, também foi investigado como os motoristas holandeses veem temas relevantes dentro da profissão, como a falta de pessoal e o papel das inovações tecnológicas. 67% dos motoristas indicam perceber a carência de motoristas em seu trabalho diário. 75% dos motoristas acham que a profissão terá uma aparência diferente em dez anos devido aos desenvolvimentos tecnológicos. Um quarto dos motoristas vêem as inovações tecnológicas como uma ameaça ao seu próprio emprego.

Leia também: Campanha: 'Seguro na estrada! Fique fora do ponto cego '

Pesquisa Nacional de Condutores.
Imprimir amigável, PDF e e-mail